Parasitoses e anemias em cooperativas de recicláveis: um estudo cienciométrico

Autores

  • Jessica Valeria Da Cruz Souza Silva UNIVASF
  • Lavínia de Souza Duarte UNIVASF
  • Diego César Nunes da Silva UNIVASF
  • Michely Correia Diniz Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF https://orcid.org/0000-0002-1960-4512

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i1.433

Resumo

As cooperativas são empresas privadas de gestão coletiva. Muitas cooperativas não garantem um ambiente adequado, fazendo com que o índice de doenças entre os coletores seja elevado. Diante desse contexto, o objetivo do trabalho consistiu em realizar uma análise cienciométrica, acerca dos trabalhos que tratam do conhecimento das doenças parasitárias e hematológicas (anemias) em coletores de recicláveis. A metodologia adotada se baseou na literatura publicada entre os anos de 2012 a 2022, em duas bases de dados: Web of Science e Scopus com os temas parasitose, anemia e coleta seletiva. Os autores principais dos estudos se concentravam na China, e o volume de publicações foi mais alto no ano de 2012, já no ano de 2020 e 2021, as publicações obtiveram menores valores. Os estudos demonstram que há uma associação entre anemia e condições de vida, que envolve hábitos alimentares, tempo de trabalho, onde ocorre um agravo na situação do catador, onde não se beneficiam das ações de proteção à saúde, não realizando exames periódicos. Resultados de estudos também apontam que a prevalência de parasitoses em catadores é alta, porém, após medidas educativas é possível obter a redução no número de doentes.

Referências

AULER, F.; NAKASHIMA, A. T. A.; CUMAN, R. K. N. Health Conditions of Recyclable Waste Pickers. Journal Community Health; [New York-NY]; 2014; v. 39, n. (1); 17-22.

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE CATADORES E CATADORAS DE MATERIAIS RECICLÁVEIS (BR). São Paulo (SP): Associação Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis; 2022. Disponível em: https://www.ancat.org.br/, acessado 30/03/2022

ALMEIDA, J. L. V. Prevalência de anemia ferropriva associada a fatores de risco em pré-escolares da creche cantinho do fiorello no município de Natividade – RJ; NewsLab, [São Paulo-SP]; 2007 ed. (84).

ALBUQUERQUE, S. D. Prevalência de anemia ferropriva e condicionantes demográficos e antropo-métricos em pré-escolares no município de Marau-RS. [dissertação]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2014.

BARBOSA, L. A. et al. A educação em saúde como instrumento na prevenção de parasitoses;.p272. Revista Brasileira Em Promoção Da Saúde; 2012; 22(4), 272–278.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (BR). Guia de atuação ministerial: encerramento dos lixões e Inclusão social e produtiva de catadoras e catadores de materiais recicláveis. Brasília-(DF) Conselho Nacional do Ministério Público; 2020.

CAPANEMA, F. D. et al. Anemia e aspectos nutricionais em atletas adolescentes: estudo transversal em agremiação desportiva de referência nacional. Rev. paul. pediatria. [Online]. 2022, vol.40.

DIAS, P. A. et al. Concepções em disputa no uso da suplementação e/ou fortificação de micronutrientes na alimentação escolar para prevenção da anemia. Cadernos de Saúde Pública [online]. 2022, v. 38, n. 2 [Acessado 25 Abril 2022]

GONÇALVES, R. B. Prevalência de anemia ferropriva em gestantes: estudos de revisão da literatura. [Trabalho de Conclusão de Curso], Goiânia-GO: Instituto Unificado de Ensino Superior Objetivo; 2009

HERNANDES, J. C. Docente na área da saúde:Aspectos socioambientais e parasitológicos de catadores de material reciclável de Cooperativas do Município de Pelotas-RS.[tese], Pelotas-(RS): Universidade Federal de Pelotas; 2016.

HERNANDES, J. C. et al. Comparação de duas técnicas parasitológicas na detecção de enteroparasitos em catadores no sul do Brasil; Semina: Ciênc. Biol. S [Internet];2018; v. 39, n. (1) :29-40.

KUNZ, J. M. O. et al. Parasitas intestinais em crianças de escola municipal de Florianópolis, SC – Educação ambiental e em saúde; Rev. Biotemas;2008; v. 21, n.(4): 157-162.20

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO (BR). Classificação Brasileira de Ocupação - CBO. Brasília- (DF): Ministério do Trabalho e Emprego; 2015.

NEUMAN, N. A. et al. Prevalência e fatores de risco para anemia no Sul do Brasil. Revista de Saúde Pública [online]. 2000, v. 34, n. 1 [Acessado 25 Abril 2022], pp. 56-63.

ROZMAN, M. A. et al. Anemia em catadores de material reciclável que utilizam carrinho de propulsão humana no município de Santos. Revista Brasileira de Epidemiologia [online]. 2010, v. 13, n. (2)

SILVA, D. G. et al. Anemia ferropriva em crianças de 6 a 12 meses atendidas na rede pública de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais. Revista de Nutrição [online]. 2002, v. 15, n. (3)

SANTOS, G. O. Resíduos sólidos domiciliares, ambiente e saúde: (inter) relações a partir da visão dos trabalhadores do sistema de gerenciamento de resíduos sólidos de Fortaleza/CE. 2008. [Dissertação] (Mestrado em Saúde Pública) -Faculdade de Medicina. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2008.

SANTOS, L. M. P. et al. The precarious livelihood in waste dumps: A report on food insecurity and hunger among recyclable waste collectors; Revista de Nutrição, [Campinas-SP]; 2013;mai/jun. v. 26, n. (3): 323-334.

SOUSA, F. et al. Prevalência de agravos em saúde e fatores associados em profissionais de limpeza pública. REAID [Internet]. 29jun.2020 [citado 25abr.2022];92(30)

SANTOS, A. S.; MERLINI, L. S. Prevalência de enteroparasitoses na população do município de Maria Helena-PR; RCSC; [Rio de Janeiro- -RJ]; 2010; v. 15, n. (3): p. 899-905.

YIHENEW, G.; ADAMU, H.; PETROS, B. The impact of cooperative social organization on reducing the prevalence of malaria and intestinal parasite infections in Awramba, a rural community in South Gondar, Ethiopia. Interdisciplinary perspectives on infectious diseases; 2014. v. 2014.

Downloads

Publicado

2024-03-01

Como Citar

DA CRUZ SOUZA SILVA, J. V. .; DUARTE, L. de S.; NUNES DA SILVA, D. C. .; CORREIA DINIZ, M. Parasitoses e anemias em cooperativas de recicláveis: um estudo cienciométrico. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 436–449, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i1.433. Disponível em: https://revistas.ifsertaope.edu.br/index.php/rsdv/article/view/433. Acesso em: 19 abr. 2024.