Currículo: um recorte analisado historicamente na ação do Estado

Autores

  • Tiago José Manuel Instituto Federal do Sertão de Pernambuco
  • Rosnelli M.A Moreira

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i1.442

Resumo

Este artigo aborda uma análise histórica do currículo brasileiro e investiga como a fragmentação dos conteúdos tem interferido na qualidade do ensino ofertado e utiliza a base do Scielo português para encontrar artigos sobre o assunto. A busca por uma educação de qualidade é tópico de todas campanhas políticas e apoiadores das mesmas, também a idealizam, mas esta visão é tendenciosa para interesses próprios ou de merchandising, o que limita parte da prática educativa para atender a estes e também a demanda do mercado de trabalho, fatores que dividem os saberes de acordo com a necessidade do momento vivenciado pela comunidade escolar. O ensino integrado surge como forma de mudança desta realidade, quando adota a pedagogia marxiana que tenta mitigar a luta de classes e oportunizar todos igualmente na concorrência por espaço na disputa pelos postos de trabalho.    

 

Palavras-chave: Classe dominante. Omnilateralidade. Qualidade de ensino. Mercado de trabalho.

Referências

MATTOS, Luiz Alves de. Primórdios da educação no Brasil: o período heroico. (1549-1570). Rio de Janeiro: Gráfica Editora Aurora, 1958.

PERES, Tirza Regazzini. A Educação no Império. IN.: PALMA FILHO, J. C. Pedagogia Cidadã – Cadernos de Formação – História da Educação – 3. ed. São Paulo: PROGRAD/ UNESP/Santa Clara Editora, 2005, p. 29-47. Disponível em: 2. Educação Brasileira no Império.pdf (ifes.edu.br)

RAMOS, M. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (Org). Ensino Médio Integrado: concepção e contradição. São Paulo: Cortez, 2002.

ROCHA, Maria Ap. dos Santos. A Educação brasileira antes da Independência. IN.: PALMA FILHO, J. C. (organizador) Pedagogia Cidadã –Cadernos de Formação – História da Educação – 3. ed.. São Paulo: UNESP- Pró-Reitoria de Graduação/ Santa Clara Editora, 2005. Disponível em: 1. A Educação Pública Antes da Independência.pdf (ifes.edu.br)

SUSSEKIND, Maria Luiza. Conversas complicadas com os currículos e os cantos dos Estados-Nação. In: Momento: diálogos em educação. E-ISSN 2316-3100, v. 28, n. 2, p. 269-277, mai./ago., 2019.

Downloads

Publicado

2024-03-01

Como Citar

MANUEL, T. J.; MOREIRA, R. M. Currículo: um recorte analisado historicamente na ação do Estado . Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 493–500, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i1.442. Disponível em: https://revistas.ifsertaope.edu.br/index.php/rsdv/article/view/442. Acesso em: 19 abr. 2024.