Crescimento e Qualidade dos Frutos de Pinheira Podada com Diferentes Comprimentos e Diâmetros de Ramos

Autores

  • Vagner Pereira Silva
  • Ítalo Herbert Lucena Cavalcanti
  • Karla dos Santos Melo de Sousa UNIVASF
  • Renata Araújo Amariz
  • Jackson Teixeira Lobo

DOI:

https://doi.org/10.31416/rsdv.v12i1.485

Palavras-chave:

Annona squamosa L., Manejo, Pinha

Resumo

A pinheira é uma frutífera de origem tropical, que possui importância econômica em países da América Central, América do Sul e Ásia. No Brasil, a planta é cultivada em áreas do Nordeste e do Sudeste do país, sendo os estados da Bahia e de São Paulo os maiores produtores nacionais.  No manejo da cultura, a poda dos ramos pode ser utilizada para programar a colheita para a janela de mercado com menor oferta dos frutos. Contudo, o seu objetivo principal é manter o equilíbrio entre o desenvolvimento vegetativo e reprodutivo da planta. Nesse sentido, conduziu-se o experimento com o objetivo de avaliar a influência do comprimento e do diâmetro dos ramos podados no desempenho vegetativo e reprodutivo da pinheira. O delineamento experimental foi em fatorial 5x3+1, correspondendo, respectivamente, ao comprimento (C1 = 5 cm; C2 = 10 cm; C3 = 15 cm; C4 = 20 cm e C5 = 25 cm) e diâmetro dos ramos podados (D1 = diâmetro de 3 a 6 mm; D2 = diâmetro de 7 a 10 mm; D3 = diâmetros > 10 mm) e mais um tratamento cuja poda foi realizada conforme as recomendações da literatura. Os resultados demonstram que há influência do comprimento e diâmetro dos ramos podados no desempenho vegetativo e reprodutivo da pinheira. Os tratamentos que se destacaram com relação ao padrão de qualidade foram C1D1, C1D3 e C3D1.

Downloads

Publicado

2024-03-01

Como Citar

SILVA, V. P.; CAVALCANTI, Ítalo H. L.; SOUSA, K. dos S. M. de; AMARIZ, R. A.; LOBO, J. T. Crescimento e Qualidade dos Frutos de Pinheira Podada com Diferentes Comprimentos e Diâmetros de Ramos. Revista Semiárido De Visu, [S. l.], v. 12, n. 1, p. 206–221, 2024. DOI: 10.31416/rsdv.v12i1.485. Disponível em: https://revistas.ifsertaope.edu.br/index.php/rsdv/article/view/485. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciências Agrárias - Artigos